Suspeito de furtar TV e ameaças contra ex-companheira é preso após descumprir medida protetiva

O mandado de prisão foi cumprido através de ação integrada da Polícia Civil de Presidente Olegário/MG e polícias Civil e Militar de São Paulo.

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Presidente Olegário, com apoio da Polícia Civil e Polícia Militar do Estado de São Paulo deu cumprimento na noite de quinta-feira (1º) na cidade de Itaí/SP a mandado de prisão preventiva em desfavor do suspeito de 35 anos de idade por descumprimento de medida protetiva de urgência da Lei Maria da Penha.

Os fatos ocorreram em meados de dezembro de 2023 no município de Lagoa Grande/MG, quando o suspeito, mesmo notificado das medidas protetivas de urgência, utilizava de mensagens por meio de redes sociais para ameaçar a vítima, além de ser suspeito de ter furtado uma TV da residência da vítima.

A Polícia Civil representou pela decretação da prisão preventiva do suspeito, tendo o Poder Judiciário a decretado, sendo cumprida na noite de ontem em um hotel na cidade de Itaí/SP.

Imagens dos autores e qualificação censuradas pela nova Lei de Abuso de Autoridade.

A Polícia Civil reforça a sua missão em realizar a investigação criminal e o compromisso com o interesse público na apuração dos delitos, o que tem impactado na redução da criminalidade da região.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP