Iniciada vacinação contra raiva para cães e gatos

Vacinação começou nas comunidades rurais no sábado dia 22 tem vacina nas UBs Bilé Godinho e Planalto.

A campanha de vacinação de cães e gatos contra a raiva teve início esta semana, nas comunidades rurais do município de Presidente Olegário, a campanha foi dividida entre o perímetro urbano e rural.

Em Presidente Olegário a vacinação será realizada em dois finais de semana, no sábado (22), de 8h às 17h, a vacina será aplicada nos animais nas unidades de Saúde do Bilé Godinho e Planalto.

No dia 29 de agosto, a campanha será UBS Aeroporto de 8h às 17h, na quadra do bairro Andorinhas na Praça Newton Galvão de 8h às 11h; e na segunda quadra do bairro Andorinhas de 12h às 17h.

A população dos Distritos, povoados e comunidades rurais devem ficarem atentas ao cronograma de vacinação. A campanha vai até o dia 30 de setembro.Clique aqui e veja toda as datas e horários da vacinação na cidade e comunidades rurais. 

Orientações

A Vigilância Sanitária destaca que, na hora da vacinação, os cães deverão estar com coleira e guia. Animais com temperamento agressivo devem estar com focinheira.

Sintomas como dores no local vacinado, febre e comportamento mais quieto do animal podem ocorrer por até 36h após a aplicação.

Doença fatal em humanos

A raiva é uma doença que compromete o sistema nervoso do homem, sendo incurável e com índice de letalidade próximo a 100%. É uma zoonose viral e todos os mamíferos estão suscetíveis ao vírus causador da doença, mas cães, gatos e morcegos são os principais transmissores. A vacina é a única maneira de controlar a doença.

A raiva está controlada e sem apresentar registro de casos em humanos há anos em Presidente Olegário, mas ainda oferece risco à população, pois a cidade conta com um número alto de morcegos, cachorros e gatos, principais transmissores do vírus.

Caso uma pessoa seja mordida por um desses animais, deve lavar o local machucado imediatamente, com água e sabão. Ao mesmo tempo, deve-se procurar a unidade de saúde mais próxima, onde receberá os primeiros cuidados e será encaminhada para uma das unidades especificas que funcionam como pólo de profilaxia da raiva. Orienta-se também isolar o animal por dez dias para observar a evolução da doença.

Fonte: Ascom/Prefeitura de Presidente Olegário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP