Com protestos, postos começam a ficar sem combustíveis em Presidente Olegário 

Fechamento da MG 354 no trevo do bairro Andorinhas

Os postos de combustíveis de Presidente Olegário já estão sentido os reflexos do protesto dos caminhoneiros, que fazem fechamento da MG 354, há pelo menos 29h.

O fechamento ocorreu na manhã desta segunda-feira (21). Temendo o desabastecimento muitos motoristas já estão procurando os postos para encher o tanque, o que fez reduzir os estoques mais rápido.

No Posto Santa Rita no centro de Presidente Olegário já falta gasolina para abastecimento diesel e etanol ainda tem.

O mesmo acontece no Posto Brandão no Chapadão de São Pedro, Distrito de Ponte Firme etanol e diesel acabou; gasolina o abastecimento normal. No Auto Posto Presidente onde concentra a maior mobilização o abastecimento está normal para diesel, gasolina e etanol o mesmo acontece no Posto Brasileiro na Avenida Antônio Araújo.

No Posto Lagomar na MG 354 o abastecimento ainda está normal, mas pode começar a faltar gasolina a qualquer momento.

Os caminhoneiros pedem a redução nos impostos sobre os combustíveis que está sofrendo aumento sucessivos nos últimos dias. O governo ofereceu uma redução de 2,08% na gasolina e 1,54% no diesel, os manifestantes não posicionaram sobre a oferta da Petrobrás.

O fechamento da MG 354, em Presidente Olegário ocorre em três pontos. No trevo do bairro Andorinhas, em frente ao Auto Posto Presidente, e próximo a atinga cerâmica. Os caminhoneiros só permitem seguir viagem, ônibus, ambulâncias e veículos de passeio.

Em Presidente Olegário a gasolina é negociada a R$ 4,849, diesel R$ 3,949 e o etanol R$ 2,999. Os organizadores do protesto não tem previsão pra liberação da rodovia.

A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) acompanha o protesto que acontece de forma pacífica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *