Acusado de induzir jovem a fazer aborto é absolvido pelo Júri 

Um crime de aborto provocado em uma jovem, no ano de 2005 em Presidente Olegário, foi julgado pelo Tribunal do Júri da Comarca.  A sessão do júri foi realizada nesta segunda-feira (9) e durou cerca de 3h.

Segundo a Comarca de Presidente Olegário, Júlio César Godinho, 38 anos, era acusado  de ter cometido o crime previsto no artigo 126 do Código Penal (Provocar aborto com o consentimento da gestante).

O Ministério Público representado pelo promotor, Bruno Rossi pediu a condenação do acusado pela grave ameaça de praticar o crime. A defesa, advogado Marcius Wagner, sustentou que no processo não existiam provas concretas da participação do réu no crime. A vítima não compareceu ao julgamento.

Após os debates entre o Ministério Público e a defesa; o presidente do Tribunal do Júri, juiz Manoel Carlos de Gouveia Soares Neto proferiu a decisão do jurados pela absolvição do acusado por faltas de provas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Julgamentos em setembro e outubro. 

A pauta do Tribunal do Júri da Comarca de Presidente Olegário tem julgamentos marcados para este mês de setembro e outubro.

N o dia 23 de setembro, senta no banco dos réus, Marcelo dos Reis de Jesus, por tentativa de homicidio contra a amásia no ano de 2000,  vai ser julgado no dia 23 de setembro, o crime aconteceu na cidade de Lagoa Grande. O réu é acusado de desferir 2 golpes de faca contra sua mulher. A defesa do réu será da advogada Amanda Maria Martins. Ele responde o processo em liberdade.

No mês de outubro três julgamentos marcados. No dia 14, será julgado o acusado Murilo Amaral Rodrigues por homicido qualificado contra a vítima Darley Miller Godinho Paiva. O crime aconteceu no bairro Saltador em Presidente Olegário, a vítima foi alvejada com disparos de arma de fogo, no dia do crime o suspeito estava acompanhado de um menor. O advogado Dalci Maciel de Oliveira vai fazer a defesa do acusado. Acusado responde o processo em liberdade.

Dia 21 de outubro, será o julgamento do acusado Abdon César Filho por tentativa de homicídio contra a vítima Gaspar Fortunato de Jesus. O crime aconteceu na cidade de Lagoa Grande. O advogado Mauro Araújo Júnior vai fazer a defesa do acusado. O réu está preso, mas por outro crime.

O último julgamento será no dia 28, o réu Kennedy Dourado Flores, por tentativa de homicídio contra a vitima Laidson Alves Borges, crime ocorreu  no centro de Lagamar. O acusado disparou pelo menos três tiros contra a vítima. O advogado Dalci Maciel de Oliveira fará a defesa do acusado. O réu responde o processo em liberdade.

A acusação em todos os processos será do promotor Bruno Rossi.

 

3 comentários em “Acusado de induzir jovem a fazer aborto é absolvido pelo Júri 

  1. Quando não a provas não se condena. Quero parabenizar esse portal que não escolhe e protege ninguém. Esse caso so foi mostrado por aqui A IMPRENSA É BOA QUANDO A CERCA é FRACA E o reu e de familia POBRE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *