Vereadores aprovam projeto que classifica igrejas como atividades essenciais

Vereador Leandro Nunes autor do projeto
Vereador Leandro Nunes autor do projeto

Os vereadores de Presidente Olegário aprovaram nesta terça-feira (22), um projeto de Lei que declara essencial as igrejas, templos e espaços religiosos no município.

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) apresentou emenda ao projeto, estabelecendo que o funcionamento no período da pandemia, fica sujeito aos decretos impostos pelo Poder Executivo através do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus/Covid-19. A emenda e o projeto foram aprovados por unanimidade.

Para abrir esses espaços, é preciso que a capacidade de lotação e os protocolos sanitários sejam respeitados, como o uso de álcool em gel, o distanciamento social e o uso de máscaras.

O projeto é de autoria do vereador Leandro Nunes.  Essa aprovação aconteceu depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por nove a dois votos, que estados e municípios não podem proibir o funcionamento de espaços religiosos durante a pandemia.

--- Continua depois da publicidade ---

Segundo o vereador as atividades religiosas são essenciais para o desenvolvimento do ser humano em sua plenitude. A própria Constituição Federal reconhece em seu Art.5º (direitos fundamentais). “Um decreto presidencial estabeleceu a atividade religiosa como atividade essencial neste período de pandemia” disse o vereador.

Fonte: Ascom/Câmara M. de Presidente Olegário

Um comentário em “Vereadores aprovam projeto que classifica igrejas como atividades essenciais

  1. Esse Leandro só dá bola fora, que vergonha. Deus é onipresente, ao menos na Pandemia, faz-se necessário o isolamento e o não comparecimento à igrejas. Deus está em todo lugar. Dentro de casa, basta se silenciar, que você ouvirá Deus falando contigo. Evoluam senhores vereadores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cofe