Profissionais da área da saúde fazem ato contra terceirização do Hospital Regional

Governo de Minas vai entregar gestão do hospital a Organização Social (OS).

Na manhã desta quinta-feira (25), na Rua Major Gote, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, foi local de ato de dezenas de profissionais da área da saúde, contra a decisão do Governo de Minas de entregar a gestão do Hospital Regional Antônio Dias para Organização Social (OS).

Na quarta-feira (24), o secretário de Estado da Saúde de Minas Gerais, Carlos Amaral anunciou em reunião com prefeitos da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paranaíba (Amapar), que o Governo de Minas Gerais vai entregar a gestão do Hospital Regional Antônio Dias (HRAD) para a Organização Social (OS). Mais detalhes sobre critérios, normas e exigências estão disponíveis no edital, no link: www.fhemig.mg.gov.br/oss.

Segundo o Sindicado Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sindi-Saúde), o protesto cumpriu todas as medidas de segurança da pandemia, e que os trabalhadores participaram do protesto, todos vacinados e de máscaras.

De acordo com o Sind-Saúde, as experiências com esse modelo de terceirização apontou para diminuição dos serviços prestados, precarização do trabalho, falta de materiais e aumento de denúncias de corrupção. A entrega da administração hospitalar ao setor privado é tão perversa que os gastos continuam sob responsabilidade do governo, mas a transparência da aplicação dos recursos perde o “guarda-chuva” do Estado. Leia a nota do Sind-Saúde.

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), informou que os servidores lotados no HRAD,  não terão alteração em seus direitos eles continuam a receber normalmente suas remunerações, vantagens e gratificações que já possuem, desempenhando suas atividades sob a nova gestão. Será mantida a contagem de tempo para progressão, promoção, férias prêmio, aposentadoria, entre outros benefícios.

“Não há possibilidade de exoneração de servidores efetivos em razão de celebração de contrato de gestão com Organização Social. Caso o servidor não opte por aderir à OS, será removido, de acordo com o interesse público, para outra unidade da Rede Fhemig” diz a nota.

O Hospital Regional Antônio Dias  realiza atendimentos de média e alta complexidade e é referência regional em Urgências e Emergências, atendendo  cerca de 700 mil habitantes dos 33 municípios  circunscritos na Macrorregião Noroeste, entre o município esta de Presidente Olegário.

Fotos: cedidas pela Ascom/Sind-Saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP