Polícia Civil recupera gado vendido por funcionário de fazenda em Lagoa Grande 

Ele trabalhou há 10 anos na fazenda, é o segundo caso na semana.

A Polícia Civil recuperou na tarde desta quinta-feira (16), uma vaca e um bezerro recém nascido em uma fazenda no município de Lagoa Grande, Noroeste de Minas. Uma homem foi levado para a Delegacia de Polícia.

Segundo o delegado Dr. Vinicius Volf Vaz a Polícia Civil dando continuidade a investigação que um funcionário de fazenda estava vendendo o gado da propriedade sem a permissão do patrão de 76 anos, a polícia recebeu uma informação que na propriedade rural tinha uma vaca com a marca do idoso.

A Polícia Civil deslocou até a fazenda do produtor rural de 23 anos, e foi encontrada uma vaca e um bezerro recém nascido, a vaca (com a marca) foi reconhecida pelo proprietário, a ocorrência foi acompanhada por um genro e um advogado do idoso.

O produtor rural de 23 anos, relatou a Polícia Civil que comprou a vaca do então funcionário do idoso. Os animais foram restituídos ao proprietário. O produtor rural foi ouvido e liberado uma vez que não ocorreu flagrante.  O ex-funcionário da fazenda, de 46 anos, não localizado.

Dr. Vinicius Volf Vaz, delegado da Polícia Civil disse ao Pohoje que apesar da pandemia do Covid-19 a Polícia continua trabalhando na investigação do caso.

O caso

Na terça-feira (14) a Policia Militar prendeu um homem de 46 anos, funcionário da fazenda há 10 anos por vender 11 cabeças de gado sem autorização do proprietário da fazenda onde trabalhava. Na ocasião o gado foi recuperado e entregue ao dono, e um receptador de 36 anos foi preso.

Leia mais:

Lagoa Grande: funcionário de fazenda há 10 anos é preso pela PM suspeito de furtar 11 cabeças de gado 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP