Polícia Civil investiga perda de mais de mil doses de vacina contra a Covid-19 em Presidente Olegário

Um dos refrigeradores que armazena as vacinas foi encontrado desligado nesta segunda-feira (29).

A Polícia Civil vai investigar a perca de vacinas contra a Covid-19, imunizantes para outras doenças e medicamentos após uma pane em um freezer na Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em Presidente Olegário, onde estariam armazenados.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que 1.037 doses foram perdidas de Coronavac e 291 entre vacinas e medicamentos. Douglas Cambraia secretário de Saúde disse que um inquérito será aberto para apurara as responsabilidades. 

Após a publicação da reportagem do Pohoje ser publicada com quantidade de doses perdidas da Covid-19, o setor comunicou o erro na soma na contagem dos números de vacinas perdidas e enviada a imprensa, uma vez que somou o lote 210087 com 400 imunizantes foi contado, duas vezes e que o número correto é de 1.037 doses perdidas (rascunho feito ao lado)

Segundo o secretário de Saúde Douglas Cambraia, no final de semana ocorreram quedas de energia, os refrigeradores tem um sistema de baterias, justamente para prevenir incidentes, mas um dos equipamentos não religou e foi encontrado desligado hoje de manhã por funcionários do setor.

Por causa do problema, a vacinação teve que ser temporariamente suspensa na parte da manhã desta segunda-feira (29) e retomada no início da tarde com a chegada de mais um lote com 410 doses para idosos na faixa etária de 70 e 73 anos.

Segundo o secretário, a Secretaria Municipal de Saúde aguarda orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais para os procedimentos legais e realizar o descarte, bem como a reposição.

A  perícia da Policia Civil foi acionada para periciar o refrigerador e foi registrado uma ocorrência policial. O delegado da Polícia Civil, Dr. Vinicius Volf Vaz disse ao Pohoje que vai ser instaurada uma investigação para verificar se ocorreu algum fato criminoso envolvendo o caso.

Em nota, a Cemig informou que uma máquina agrícola derrubou uma estrutura da linha de distribuição de 138 kV Araxá 2 – Jaguara, localizada 25 km de Araxá, na manhã do último sábado (27/3). Logo após a ocorrência as equipes da Cemig realizaram os procedimentos necessários para garantir a integridade física do motorista da máquina agrícola e transferir o atendimento para a subestação Araxá 1.

Como consequência dos danos de grande complexidade causados à linha Araxá 2 – Jaguara, na noite do sábado, horário em que o sistema elétrico é mais demandado, foi necessário realizar novas transferências de carga para garantir a continuidade do atendimento aos clientes. Essas manobras resultaram em piques de energia que tiveram duração de até quatro minutos.

A Cemig está realizando um esforço concentrado desde o início da ocorrência para restabelecer a linha danificada. Novas estruturas de emergência estão sendo instaladas para recompor a funcionalidade da linha.  Uma das estruturas foi erguida ontem (28), e outra deve ser concluída na tarde de hoje, quando o atendimento será normalizado por essa linha.

9 respostas

    1. Imprevisto não. Até porque sabendo da queda de energia era de total responsabilidade da secretaria verificar se não havia causado danos a refrigeração da vacina. Não estamos falando de uma coisa simples, não dá pra tratar falta de responsabilidade como imprevisto, vidas e famílias estão sendo destruídas por esse vírus e a única esperança de melhora nesse quadro é tratada dessa forma, sem um pingo de respeito e consideração pela população.

  1. Será que foi um imprevisto mesmo? Ou fizeram isso pra disfarçar que vacinaram pessoas que não estavam na linha de frente? Atrasou a vacinação das pessoas que eram prioridades mesmo após a chegada das vacinas… vacinaram quem primeiro?

  2. É fundamental a abertura de uma CPI e do acionamento do Ministério Público para apurar a responsabilidade. Acredito que estamos diante de um crime contra a saúde pública dos olegarienses no qual é perfeitamente cabível a cassação do prefeito e do vice.

  3. No dia 25/03 o portal P.O Hoje postou um vacinômetro da cidade de Presidente Olegário. Nele constava que havia mais de 1000 doses paradas. Fiz um comentário dizendo que isso era sinônimo de falta de eficiência e eficácia da gestão municipal na medida que o Ministério está autorizando que todas as doses sejam utilizadas como primeiras doses. O comentário só foi publicado pelo referido porta na data de hoje.l. Se fosse fazer o comentário hoje, acrescentaria porque no meio de uma pandemia na qual precisamos vacinar rapidamente a população a campanha não está sendo feita também nos fins de semanas, como o Brasil sempre fez e outras cidades estão fazendo. Além disso, uma mercadoria tão preciosa dessa, precisa ir rapidamente para o braço e enquanto não vai, precisa ser muita bem cuidada. Essa perda poderia salvar mais de mil vidas. Dito isso, concluo que para mim isso não foi acidente e as responsabilidades devem ser apuradas.

  4. No começo do ano perderam-se mais de 200kg de carne em um freezer localizado justamente aí na secretaria de saúde (responsabilidade do senhor Douglas Cambraia), e como se não fosse o bastante agora isso… Meus parabéns ao prefeito Renys Cambraia e ao seu secretário de saúde.

  5. Olha muito estranho teve pico de energia em patos ,lagoa formosa e presidente Olegário , máquina estão sugeitads a estragar , porque as pessoas responsáveis não tiveram o bom senso em dar um pulo e dar uma olhada ,a queda de energia foi no sábado só foram ver isto hoje , desculpa isso pra mim e falta de respeito com a população

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP