PM prende homem de 47 anos por estupro de vulnerável contra uma jovem com deficiência auditiva no bairro Barro Preto

Ele foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil.

No dia 09 de agosto, por volta das 14h52min, a Polícia Militar foi acionada por integrantes do Conselho Tutelar, oportunidade em que compareceram em uma residência no Bairro Barro Preto.

De acordo com a denúncia feita pelos conselheiros, o autor, um homem de 47 anos estaria abusando sexualmente da filha de sua namorada, que é uma jovem de 24 anos portadora de deficiência auditiva.

Já no local do fato, os militares tomaram conhecimento de que o autor se aproveitou da ausência de sua namorada na residência, ocasião em que fechou as portas da casa e passou a mostrar o seu órgão genital para a vítima.

Os solicitantes constataram tal situação porque visualizaram o autor naquelas condições ao chegarem no local, pois foram recebidos pelo autor exibindo suas partes íntimas, neste sentido, o autor atendeu o chamado dos conselheiros e dialogou mostrando o pênis sem nenhum pudor.

A vítima foi encaminhada ao Hospital Municipal, onde foi atendida pelo médico plantonista. Houve também o suporte de uma intérprete de libras, contexto em que a vítima informou que não houve conjunção carnal ou outro ato libidinoso, reiterando que o autor lhe mostrou o pênis.

O autor foi preso em flagrante delito e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em Patos de Minas.

Nota da Polícia Civil de Minas Gerais 

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que está ciente do caso de estupro de vulnerável registrado na tarde de hoje, em Presidente Olegário, região Noroeste do estado. O suspeito, um homem de 47 anos, foi conduzido e será ouvido pela delegacia de polícia civil do município. Mais informações poderão ser repassadas após os procedimentos de polícia judiciária

Agência Local de Comunicação do 15º BPM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP