Moradores reclamam de falta d’água nos bairros Planalto e Santa Rita

"Aumento do consumo e falta de energia causou o desbastecimento", diz Copasa.
Ribeirão Três Barras, local de captação de água da Copasa neste final de semana.

Sem chuvas significativas há aproximadamente 4 meses e 14 dias, e com as temperaturas elevadas, moradores dos bairros Planalto e Santa Rita reclamaram do abastecimento nos últimos dias. Faltam água em alguns pontos destes bairros.

O Pohoje procurou a empresa para falar sobre a reclamação dos moradores, Copasa reafirmou que a cidade não terá rodízio.

Em nota a Copasa disse que o desabastecimento temporário foi resultado da falta de energia elétrica na área onde se encontra a captação de água e ao aumento do consumo decorrente da elevação da temperatura, ocasionou intermitência na distribuição.  Ainda segundo a empresa a previsão que o abastecimento seja normalizado no decorrer desta segunda-feira (05/10).

A cidade de Presidente Olegário em períodos de clima ameno, a média do consumo diário é de 2,1 milhões de litros. Atualmente a média é de 2,6 milhões de litros diariamente.

Ainda segundo a nota a empresa trabalha para evitar o desabastecimento, mas a colaboração da população é fundamental. Por isso, é muito importante o engajamento de todos no uso consciente e responsável da água.

Nota da Copasa

A Copasa esclarece que, a previsão é de que o fornecimento para os bairros Santa Rita e Planalto, em Presidente Olegário, seja normalizado no decorrer desta segunda-feira (05/10). O desabastecimento temporário foi resultado da falta de energia elétrica na área onde se encontra a captação de água, um problema que já foi resolvido, mas que somado ao aumento do consumo decorrente da elevação da temperatura, ocasionou intermitência na distribuição. Até o completo restabelecimento do fornecimento de água, técnicos da empresa estão monitorando a região e realizando manobras operacionais no sistema.

A Copasa trabalha para evitar o desabastecimento, mas a colaboração da população é fundamental. Por isso, é muito importante o engajamento de todos no uso consciente e responsável da água, como por exemplo: não lavar o passeio com mangueira, em vez disso, usar a vassoura; tomar banhos rápidos; molhar plantas com regador e não com a mangueira; deixar a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba; na cozinha, também fechar a torneira enquanto ensaboa a louça e, antes de lavá-la, retirar ao máximo os restos de alimentos; reutilizar a água da máquina de lavar. São atitudes fáceis no dia a dia que contribuem muito para o bem estar de toda a população. Para saber mais, os clientes podem consultar o site: www.copasa.com.br na aba Água/ Informações sobre Abastecimento.

Em períodos de clima ameno, a média do consumo diário é de 2,1 milhões de litros. Atualmente a média é de 2,6 milhões de litros diariamente. A empresa reitera que, atualmente, a produção de água na cidade é de 34 litros por segundo, sendo 23 no ribeirão Três Barras e mais 11 captados em dois poços profundos. O ribeirão tem vazão suficiente para suprir o abastecimento da população e, até o momento, não há previsão para realização de rodízio.

A Copasa também esclarece que, mesmo com as agências de atendimentos fechadas durante a pandemia do Covid-19, os canais de relacionamento continuam disponíveis para que os clientes possam relatar os problemas ocorridos de forma pontual: site da empresa: www.copasa.com.br / “Fale Conosco”; ou pelo e-mail faleconosco@copasa.com.br; ou pelo aplicativo Copasa Digital e, ainda, pela central de atendimento telefônico no número 115, gratuitamente, 24 horas por dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP