Jovem que matou trabalhador rural com golpes de facão por causa de uma conta de internet em Lagoa Grande, vai a júri nesta sexta-feira (26)

Julgamento começa às 9h da manhã
Facão usado no crime/Foto: Hilton Barbosa

Nesta sexta-feira (26), será realizada a sessão do Tribunal do Júri para julgamento do jovem Charles Pereira da Silva, 24 anos, natural de São João do Soter – MA- que matou o trabalhador rural Jordenilson Nascimento da Silva, 29 anos, natural de Buriti – MA – com golpes de facão no dia 15 de janeiro de 2021, na cidade de Lagoa Grande, Noroeste de Minas. 

A sessão  serão presididas pelo juiz Dr. Manoel Carlos de Gouveia Soares Neto e o promotor  Bruno Marques de Almeida Rossi vai atuar na acusação e o advogado Dr. Oswaldo Laboissiere na defesa do réu.  O julgamento começam às 9h, no Plenário Hercílio Trajano da Câmara Municipal de Presidente Olegário uma vez que o Fórum está passando por obras de reforma e ampliação.

Devido a pandemia da Covid-19, os julgamentos serão realizados com restrições de público pelo segundo ano, devido a pandemia da Covid-19, sendo adotadas medidas de segurança conforme os protocolos da Saúde, como uso de máscara e de álcool em gel; medição de temperatura e distanciamento social. 

O Ministério Público denunciou o réu Charles Pereira da Silva, 24 anos, por homicídio duplamente qualificado. Autor e vítima residiram na mesma casa, por um tempo na cidade de Lagoa Grande. Posteriormente Charles foi para São Paulo/SP e se iniciou uma briga com a vitima, em razão de uma conta de internet, de pouco mais de RS 100,00.

No dia anterior ao fato, o autor veio de São Paulo e se hospedou em uma pousada em Lagoa Grande, saindo de madrugada para a casa da vítima, que  estava em seu quarto quando foi atacada de surpresa, sendo atingida por vários golpes de facão, e e tentando se defender dos golpes de facão utilizou as mãos vindo a ter alguns dedos dilacerado, vindo a óbito no local. 

O autor fugiu e foi preso pela Polícia Civil um ônibus na BR -040  no município Paracatu sentido Brasília -DF -, com ele a polícia apreendeu roupas suja de sangue e o celular da vítima. Ele aguarda o julgamento preso no presídio Sebastião Sátiro em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. 

Leia mais: Polícia Civil prende suspeito de ter matado trabalhador rural em Lagoa Grande com vários golpes de facão

POHoje - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por KAMP