Em Lagoa Grande, PM prende suspeitos de matar um idoso de 87 anos durante roubo

Suspeita que o idoso foi asfixiado em sua cama

A Polícia Militar (PM) de Lagoa Grande prendeu nesta terça-feira (16), dois suspeitos de latrocínio (roubo seguido de morte). A vítima era um idoso, que tinha 87 anos, e a suspeita que foi morto asfixiado.

O crime aconteceu na Rua Getúlio Vargas, bairro Planalto na cidade do leite. Vizinhos acionaram a PM, após ouvir gritos. No local, os miliares encontraram Aníbal Itagiba Gonçalves, 87 anos, natural de Presidente Olegário/MG, já sem vida. A princípio nada foi levado da vítima.

De acordo com a ocorrência policial, a casa do idoso estava revirada, e o corpo do Sr. Aníbal,  quem tem embolia pulmonar e respirava com ajuda de oxigênio; já estava sem vida. A PM isolou o local para perícia técnica da Polícia Civil (PC).

Após o trabalho de praxe o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal – IML – de Patos de Minas, para necropsia e posteriormente liberado para o sepultamento.

--- Continua depois da publicidade ---

Segundo a ocorrência policial, diante de informações de terceiros, os militares iniciaram rastreamento no intuito de localizar o (s) suspeito (s). Um suspeito de 23 anos, natural de Vazante/MG foi preso embaixo de uma cama, em uma residência. O segundo suspeito fugiu e foi localizado e preso próximo ao Posto Tampinha na BR 040.

Ainda de acordo com a ocorrência policial,  a causa da morte da vítima será confirmada posteriormente pelo IML, porém, em diálogo com um dos autores presos, este informou que durante a ação criminosa, a vítima teria acordado e tentado gritar por socorro, momento em que ambos teriam jogado um cobertor para sufocar os gritos, até momento em que a vítima se calou, provavelmente morrendo asfixiado ou infartado devido a idade avançada.

Os suspeitos tem várias passagens pela polícia. Eles foram levados para a delegacia da Polícia Civil de Plantão na cidade de Patos de Minas.

Colaborou: Hilton Web TV Lagoa Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cofe